“VIVER NÃO É PRECISO…"