Reflexões Pós-Natal: Um Homem Incrível.*