Mais do Mesmo: Ou Como “Melhorar as Distorções”