INSERIR O MARANHÃO NA GEOGRAFIA OFICIAL DO SEMIÁRIDO: UM REQUISITO DE JUSTIÇA SOCIAL NO NORDESTE BRASILEIRO