E nós é que somos os privilegiados