Agrônomos há quarenta e seis anos: Bom demais!