abril

Mês: abril 2015

26 de abril de 2015

“Mulheres” da Minha Vida.

José Lemos* Tive uma infância feliz correndo de pés descalços (pés no Brasil, no vaticínio de Dona Amélia, minha mãe) “empinando papagaio” como dizíamos em São Luís, o mesmo que “soltar pipa”, forma como aquela brincadeira, outrora inocente, é conhecida fora da minha terra. Estava sempre onde existisse um campinho de “pelada” exercitando uma das minhas paixões: jogar futebol. Cresci […]
25 de abril de 2015

Onde Estão os Avanços Sociais do Brasil?

José Lemos* Os atuais detentores do poder, acuados por uma avalanche de escândalos “como nunca se viu antes nesse (sic) país”, teimam em mostrar, via propaganda paga com o nosso suado dinheiro, que está havendo um complô da “elite branca e de olhos azuis” contra eles. E o fazem porque está incomodada (segundo eles) com os avanços sociais que o […]
18 de abril de 2015

Maranhão Precisa Radicalizar na Educação

José Lemos* O Conselho Regional de Economia do Maranhão (CORECON-MA) lançou no ano passado o livro “Ensaios sobre a Economia Maranhense”. O trabalho é constituído de seis capítulos, escritos por seis acadêmicos maranhenses. O Conselho, que em 2006 havia me concedido o honroso título de Economista Emérito, pediu-me para eu escrever um dos capítulos. Eu recebi o convite como mais […]
12 de abril de 2015

Maranhão Tomando Rumos*

José Lemos No começo dos anos noventa, do século passado, as Nações Unidas começaram a trabalhar com o conceito de Desenvolvimento Humano como norteador da avaliação da qualidade de vida nos países que lhe estão filiados. Até o final dos anos oitenta, aquela entidade fazia a hierarquia dos Países, na tentativa de avaliar bem-estar, a partir do conceito de renda […]
5 de abril de 2015

Páscoa: Período para Reflexões

José Lemos* Uma das músicas que “fez a cabeça” da minha geração foi “Turn, Turn, Turn …” (recomeçar, em tradução livre) interpretada pela Banda Inglesa “The Byrds”. A letra da música é inspirada em passagens bíblicas e fala que há tempo de nascer e de morrer. Tempo para plantar e para colher. Tempo para estar junto e tempo para ficar […]