julho

Mês: julho 2013

27 de julho de 2013

Ainda Refletindo Sobre São Luis*

José Lemos Dias atrás circulou na internet uma mensagem que mostrava o Primeiro Ministro da Inglaterra, David Cameron, em pé num trem de metrô de Londres, lendo de forma concentrada o jornal do dia. Nenhuma das pessoas que estavam confortavelmente acomodadas nas suas cadeiras se dignou levantar para ceder lugar ao mandatário de fato naquele poderoso país europeu. Nem ele, […]
20 de julho de 2013

Reflexões Sobre o Trânsito de São Luis*

José Lemos Nesta semana estive assistindo a uma matéria na BBC de Londres mostrando o cotidiano de belas e grandes cidades da Europa. Metrópoles com todo o aparato que se pode imaginar do que há de tecnologia de ponta fazendo parte do cotidiano das pessoas. Contudo, um fato comum em praticamente todas é a versatilidade na utilização de transporte de […]
15 de julho de 2013

Reflexões com Meus Botões*

José Lemos Quem já teve o privilégio de morar nos Estados Unidos, participar do cotidiano da vida daquela Nação, sabe que quase tudo ali é feito para funcionar e para facilitar a vida dos cidadãos. Chegando-se a uma cidade como Los Angeles, pela primeira vez, a impressão que passa ao ver aquele complexo de elevados e viadutos, que mais parece […]
6 de julho de 2013

Brasileiros de Segunda Classe*

José Lemos No Livro “Mapa da Exclusão Social no Brasil: Radiografia de um País Assimetricamente Pobre”, na sua terceira edição lançada pela Editora do Banco do Nordeste no final do ano passado, ficou demonstrado que o nosso Gigante Adormecido que parece finalmente ter acordado, continua sendo muito desigual com os seus filhos. A assimetria a que me refiro no título […]
1 de julho de 2013

A Copa é Nossa?*

José Lemos Os Estádios, por incrível que pareça nos dias de hoje, já foram templos onde se praticava bom futebol. Ainda não existia a praga das torcidas organizadas, com a sua violência e virulência. Além disso, o futebol se mercantilizou de tal forma, que tirou muito da sua magia e fantasia. Os jogadores que foram os artistas da bola, malabaristas […]
1 de julho de 2013

Vozes Roucas das Ruas*

José Lemos Quando José Reinaldo assumiu o Governo do Maranhão em abril de 2002, o estado tinha os piores indicadores econômicos e sociais entre todos os estados brasileiros. O IDH era 0,636, o equivalente ao que tinha de pior na África. O PIB per capita de apenas R$ 2.636,93 por ano, tinha poder de compra de apenas 1,1 salário mínimo. […]